Sobre mim:

Nasci no RS, onde tive o privilégio de conhecer Viktor Emil Frankl, em 1984. Jovem, cursava o curso de psicologia e

um dos meus melhores  professores disse que eu

devia participar de um Congresso.

Mal sabia que o evento iria mudar minha vida.

Devo acrescentar que era muito cético em relação ao conteúdo ensinado na universidade. "Isso não resolve as questões fundamentais do ser humano", pensava.

Frankl era uma pessoa carismática, mas fundamentalmente ele soube como ninguém "mostrar" para os profissionais, "quem é" o ser humano e isso é fundamental no nosso trabalho e em todas as relações humanas.

Em uma palavra, o que a Logoterapia fez por mim? Simplificou tudo, esclareceu o lugar e o papel do amor, do sofrimento, do trabalho, do lazer, o papel e a dignidade do outro, particularmente do outro que sofre.

Depois de formado em psicologia, segui uma proposta do Movimento dos Focolares e fiz um curso - 2 anos - de formação em sociologia e filosofia na Itália e em seguida trabalhei 10 anos em Seul, Coréia do Sul, 8 anos em Teresina, PI e desde 2008 atuo no Rio de Janeiro, RJ.

Minha formação inclui uma pós no IFEN - RJ

e uma especialização em Logoterapia clínica

na ALVEF, em Curitiba - PR.

Específicamente da Logoterapia, se a graça maior foi conhecer Frankl, outro privilégio foi estar em

2010 no Congresso de Logoterapia em Curitiba.

Consolidou-se ali a criação da ABLAE,

Associação Brasileira de Logoterapia e Análise Existencial,

a grande responsável pela divulgação da Logoterapia no Brasil, particularmente a partir de 2010.

Participei da primeira e também de outras diretorias.

ABLAE é garantia de profissionais com a correta formação.

Na busca de aperfeiçoamento para o trabalho em clínica, busquei também a formação na Terapia Sistêmica Familiar e, claro, a contínua pesquisa e participação em cursos, eventos e congressos. Na aba IMAGENS, estarão recordações dos muitos momentos e contatos com colegas profissionais.